segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

As Minhas Receitas na 6.ª Edição d' A Mesa dos Portugueses e a grande vencedora Feijoada de Litão


E foi no passado dia 22 de janeiro que foi publicado no Correio da Manhã o suplemento final da 6.ª edição d' A Mesa dos Portugueses! Concurso em que me consagrei vencedora com a minha Feijoada de Litão (veja aqui toda a história)Uma grande conquista pessoal e para o algarve, a afirmação de produtos regionais e a valorização da gastronomia e sabores algarvios! Uma entrevista que diz muito sobre mim e que retrata toda uma história por detrás deste prato vencedor! As palavras do grupo de jurados deixaram-me mais uma vez de coração cheio e com a certeza de missão cumprida:
"O prato Feijoada de Litão tinha tudo o que se procurava no concurso! Diferente, típico, ousado e feito com a sabedoria de quem cozinha muitas vezes em casa." Pedro Cardoso
"Um prato de raiz, autêntico e feito com bastante inteligência e amor, onde sobressai o sabor." Chef Rodrigo Castelo
"A revelação da Feijoada de Litão trouxe-nos os sabores algarvios e foi confecionada de forma irrepreensível e deliciosa." Chef Cátia Goarmon
"É um prato que realça as tradições e os produtos regionais, alguns até um pouco esquecidos ou até menos conhecidos, como é o caso do litão." Isabel Zibaia Rafael
"Uma receita que deu a conhecer um produto desconhecido da maioria dos portugueses. Estão a ser revelados autênticos tesouros da cozinha regional portuguesa e aquela que se serve em casa de famílias, passando por várias gerações com sentimentos e memórias de famílias." Chef Orlando Esteves








"O caminho faz-se caminhando" e foi assim que mais um ano tive o orgulho de ver 4 receitas da minha autoria publicadas no Correio da Manhã nos passados dias 5, 11, 12 e 15 de fevereiro! Receitas com história, com tradição, com memória, com sabor... Receitas que refletem a minha identidade e que retratam o verdadeiro significado da comida caseira feita com amor e com a sabedoria de uma herança gastronómica que passa de geração em geração... Uma herança que não pode ficar esquecida no tempo... Uma herança que deve ser divulgada e dada a conhecer... Uma herança que deve ser saboreada pelos mais diversos paladares!
E é de coração cheio que hoje vos deixo aqui as minhas 4 prestações que fizeram um verdadeiro sucesso junto do grupo de jurados e que irão ser integradas no livro da 6.ª Edição d' A Mesa dos Portugueses!

Sopa de Caldeirada (ver receita)... Fruto de uma herança gastronómica que carrego no meu peito! Os sabores da tradicional Caldeirada de Peixe numa sopa cremosa e cheia de sabor!



Feijoada de Litão (ver receita)... Uma receita que espelha a minha paixão pela cozinha! A revelação de um produto pouco conhecido a nível nacional e a afirmação dos sabores algarvios! A grande vencedora deste concurso e que irá ilustrar a capa do livro da 6.ª Edição d' A Mesa dos Portugueses!



Feijoada de Bacalhau com Chouriço... Um prato cheio de memórias e repleto de saudade! Uma saudade que me faz recriar sabores do "antigamente" e matar saudades de tempos que já lá vão!



Coelho no Tacho com Enchidos da Serra (ver receita)... Da nossa Serra Algarvia... Sabores que me fazem ficar mais próximo daqueles de quem guardo uma saudade eterna!



Vale a pena acreditar, vale a pena sonhar, vale a pena fazer o que nos felizes e partilhar com os outros a nossa felicidade!


quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Panna Cotta de Café com Crumble de Chocolate e Avelã


Hoje celebra-se o Dia dos Namorados! Um dia para celebrarmos o amor... Um dia para termos o coração cheio...  Um dia para nos lembrarmos do quão bom é termos alguém ao nosso lado e caminharmos juntos pela estrada da vida... Um dia para dizermos mais uma vez "Eu amo-te!"... Um dia para celebrar a amizade, a partilha, o companheirismo, a confiança, a compreensão e tudo de bom que há na vida! No dia mais romântico do ano não podia faltar a presença tentadora de uma sobremesa cheia de sabor e requinte! Algo simples de preparar, mas que conquiste pela delicadeza de sabores! Algo que deixe marca, algo que crie memórias, algo que fique no paladar! Haverá sobremesa mais romântica e sensual do que uma Panna Cotta e a clássica combinação de chocolate com café! Simplesmente irresistível!


Panna Cotta de Café com Crumble de Chocolate e Avelã

PANNA COTTA
500ml de Leite
500ml de Natas
150g de Açúcar
4 Folhas de gelatina (8g de gelatina neutra em pó)
150ml de Café forte
½ Colher (chá) de Extrato de baunilha

CRUMBLE DE CHOCOLATE E AVELÃ
2 Colheres (sopa) de Grãos de café
50g de Avelãs
50g de Chocolate de culinária (70% cacau)

PREPARAÇÃO
Para preparar o crumble, triture os grãos de café numa picadora. Reserve e triture grosseiramente o chocolate com as avelãs. Envolva com os grãos de café triturados e reserve. Hidrate as folhas de gelatina em água fria. Num tacho, coloque o leite, as natas e o açúcar. Leve a lume brando e deixe cozinhar, mexendo regularmente, sem deixar ferver. Retire do lume e junte as folhas de gelatina previamente escorridas, o café e o extrato de baunilha. Mexa até a gelatina dissolver por completo e distribua o preparado em formas individuais. Leve ao frio até solidificar. Na hora de servir, desenforme e polvilhe com o crumble de chocolate e avelã.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Dicas para compor uma Tábua de Queijos irresistível!



Uma tábua de queijos é sempre uma óptima opção para receber e surpreender amigos e familiares num ambiente agradável e convidativo! Deve ser bonita e apelativa, deve atrair e convidar a provar daqui e dali, deve surpreender tanto pelo aspeto visual como pela combinação de sabores que pode proporcionar... Sem esquecer que fica sempre bem numa mesa de entradas e faz um sucesso em qualquer jantar e convívio de amigos! Contudo, existem alguns pontos que devemos ter em conta se quisermos compor uma tábua de queijos simplesmente irresistível!


QUEIJO
O queijo é o elemento principal e deve ser representado por pelo menos 5 tipos com textura, sabor, consistência e intensidade diferentes! Também é importante escolher um queijo para cada tipo de leite (cabra, ovelha e vaca) garantido assim diferentes sabores na tábua! A diversidade tornará a tábua mais apelativa garantindo uma experiência de sabores única!

QUEIJOS FRESCOS
Queijo fresco, requeijão, ricotta, cotage, mascarpone, feta, queijo creme.

QUEIJOS AZUIS
Gorgonzola, roquefort, stilton, bleu d’ auvergne.

QUEIJOS MACIOS
Mozzarella, brie, camembert, chèvre, queijo da serra, queijo amanteigado, queijo de azeitão.

QUEIJOS SEMI-MACIOS
Edam, gouda, queijo suíço, manchego.

QUEIJOS DUROS
Parmesão, pecorino, grana padano, queijo da ilha, cheddar, gruyère, emmenthal, provolone, monterey jack, queijo de cabra curado.


Os queijos devem ser acompanhados com sabores bem equilibrados e que não abafem o sabor genuíno dos queijos!

PÃO
É muito importante montar uma cesta com pelo menos 2 tipos de pão! Para além da presença do pão de trigo caseiro, fica também muito bem o pão integral, pão de centeio, pão com passas, pão com sementes, broa de milho, pão italiano ou baguete! Deve evitar os pães recheados e temperados, pois estes irão interferir no sabor dos queijos! Se quiser montar uma tábua mais contemporânea e requintada, pode adicionar tostas finas, grissinos ou bolachas de água e sal para garantir uma degustação única e memorável!



FRUTA
A presença de fruta fresca numa tábua de queijos é obrigatória! Para além de ajudar a limpar o paladar, fazem uma conjugação fantástica com o queijo! Podemos optar por fruta fresca (pêras, maçãs, figos, pêssegos, uvas ou morangos) e fruta desidratada (alperces, ameixas, tâmaras, sultanas ou arandos)!

FRUTOS SECOS
Os frutos secos como as nozes, amêndoas, avelãs, pistáchios, amendoins ou cajus, são um clássico nas tábuas de queijo e conferem textura e requinte!


ENCHIDOS E FUMADOS
Os enchidos podem fazer parte de uma tábua de queijos, pois garantem cor e diversidade de sabor! Algumas fatias finas de presunto, salame, lombo fumado ou chourição farão toda a diferença na sua tábua!

EXTRAS
Monte a sua tábua de queijos com sabores que incrementem e complementem o sabor dos queijos: patés, compotas, doces, marmelada, geleia de malagueta, mel, café em pó, azeites aromatizados, azeitonas galegas, cornichons, tomate cereja, tomate seco, tomate cereja assado com ervas, … As conjugações clássicas de queijo com doces e outros sabores são incontornáveis e infalíveis! Temos o exemplo do requeijão com doce de abóbora e nozes, ou o queijo da serra com marmelada beirã, ou o parmesão com mel e café em pó, ou o queijo de cabra com geleia de malagueta, ou o mozzarella fresco com tomate, …


DECORAÇÃO
Dê alguma cor à sua tábua de queijos decorando-a com a frescura das ervas aromáticas: hastes de alecrim, folhas de manjericão, ramos de hortelã ou raminhos de tomilho são sempre uma boa opção!

VINHO
Para surpreender e garantir uma experiência de degustação memorável, escolha o vinho adequado para cada qualidade de queijo! Não se esqueça: Não há queijo sem vinho!


MAIS DICAS ÚTEIS
- Para facilitar o corte e orientar os convidados, os queijos devem estar parcialmente cortados;
- Deixe uma faca separada para cada tipo de queijo, para não interferir nos sabores e aromas! Utilize facas de gume liso, nunca de serrilha, para facilitar o corte e não danificar o queijo;
- Depois de montar a tábua, cubra com película aderente e conserve no frio. Retire a tábua do frio cerca de 30 minutos antes de servir para que os queijos adquiram a sua textura e sabor originais;
- Calcule cerca de 150g a 200g de queijo por pessoa, tendo em conta aqueles que agradam à maioria dos convidados;
- Disponha pratos e talheres de sobremesa, pois facilita imenso na hora de servir.


sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Javali com Feijão Congo


O fim-de-semana de carnaval pede um prato especial e reconfortante! Quando sou presenteada com carne de javali gosto sempre de fazer algo novo e diferente com esta carne tão rica em sabor! E a vantagem de ter amigos caçadores fazem com que possa confecionar esta carne com alguma frequência! Adoro!! Desta vez, optei por fazer com feijão congo, um feijão muito usado na gastronomia africana! Um feijão muito rico, com sabor acentuado e aroma singular que combinou na perfeição com a riqueza da carne de javali! Um prato forte para os amantes de feijão e para aqueles que procuram pratos de javali diferentes e cheios de aroma!


Javali com Feijão Congo

INGREDIENTES (6 PESSOAS)
1,2Kg de Carne de javali (sem osso)
4 Dentes de Alhos esmagados
1 Colher (chá) de Pimentão doce
1 Colher (chá) de Cominhos
½ Colher (chá) de Bagas de zimbro
1 Malagueta seca
2 Folhas de Louro
Vinagre de vinho tinto
300g de Feijão congo seco
1 Haste de Alecrim
1 Cebola picada
2 Colheres (sopa) de Óleo de palma
4 Colheres (sopa) de Polpa de tomate
Azeite, Sal e Pimenta preta
Coentros

PREPARAÇÃO
De véspera, corte a carne em cubos e deite numa vasilha. Junte os alhos, o pimentão doce, os cominhos, as bagas de zimbro pisadas, a malagueta picada, as folhas de louro retalhadas e tempere com sal e pimenta. Borrife com um pouco de vinagre e envolva bem a carne no tempero. Deixe a marinar no frio durante a noite. Coloque o feijão a demolhar por cerca de 12 horas. Escorra e coloque o feijão na panela de pressão, juntamente com a haste de alecrim e um fio de azeite. Cubra com água e cozinhe por 20 minutos, depois de levantada a fervura. Passado esse tempo, retire a pressão e verifique se o feijão está cozido. Escorra o feijão, retire a haste de alecrim e reserve o caldo da cozedura. Aqueça o óleo de palma num tacho largo e refogue a cebola. Junte a carne e deixe cozinhar tapado, mexendo ocasionalmente. À medida que o molho seca, acrescente algumas conchas do caldo reservado do feijão, até a carne estar bem tenra e macia. Nessa altura, adicione o feijão, a polpa de tomate e mais um pouco do caldo reservado. Acerte o sal e cozinhe em lume brando, até os ingredientes estarem bem ligados e o molho apurado. Na hora de servir, guarneça com folhas de coentros e acompanhe com arroz branco.

NOTA
Caso a carne tenha um cheiro intenso, dois dias antes da confeção, coloque a carne numa vasilha e cubra com água. Junte 2 limões e 1 laranja cortados em rodelas e deixe repousar 24h para amaciar e suavizar a carne. Depois, é só escorrer muito bem a carne antes de a temperar.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

A Tasca do Gin - Fifty Pounds (Perfect Serve 3)


O gin tónico perfeito para os amantes de framboesa! O toque cítrico e refrescante da lima é a "cereja no topo do bolo"! Uma sugestão fantástica d' A Tasca do Gin... Ideal para acompanhar uns Rolinhos de Queijo com Alperces e Avelãs (ver receita)! Momentos inesquecíveis...


Fifty Pounds (Perfect Serve 3)

5cl de Gin Fifty Pounds
Zest de Lima
3 Framboesas
20cl de Água tónica Fever-Tree Elderflower

Gele o copo com algumas pedras de gelo. Com a ajuda de um Strainer ou coador retire a água que entretanto se formou no fundo do copo. Torça a casca de lima na direção do interior do copo para libertar os óleos, passe-a pela borda do copo e coloque-a dentro deste. Adicione as framboesas e esmague-as ligeiramente. Adicione o gin e com a ajuda da colher de bar mexa ligeiramente para que os aromas se misturem por todo o interior do copo. Acabe de encher o copo com gelo e verta a água tónica com muito cuidado para que as bolhas não rebentem. Para este efeito pode utilizar as costas da colher, deixando correr a água através do cabo da colher de bar ou simplesmente deitar por cima do gelo. Com a ajuda da colher de bar mexa com muito cuidado todo o conteúdo para que os aromas se misturem.


segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Caril Indiano de Gambas


Desde sempre que os sabores indianos me atraem e fascinam! A complexidade de sabores, o aroma apelativo das especiarias, a arte de combinar os alimentos com diferentes temperos e especiarias... Na Índia a culinária é mais que uma necessidade, é uma arte e um ato de devoção! Eu acho isso fascinante! Hoje, com este fantástico caril de gambas inspirado em tudo o que a culinária indiana já me ensinou, faço uma fascinante viagem pelos segredos e mistérios desta cozinha de aromas e sabores! Deixe-se encantar...


Caril Indiano de Gambas

INGREDIENTES (4 PESSOAS)
1Kg de Gambas
1 Cebola picada 
4 Dentes de Alho picados
1 Malagueta vermelha
1 Polegar de Gengibre fresco
1 Colher (chá) de Gengibre em pó
1 Colher (chá) de Sementes de coentros em pó
1 Colher (chá) de Cúrcuma
1 Colher (chá) de Feno grego
1 Colher (chá) de Cominhos
400g de Tomate pelado
200ml de Leite de coco 
1 Colher (chá) de Garam masala
Sal e Pimenta preta
Óleo de sésamo
Coentros
1 Lima

PREPARAÇÃO
Regue o fundo de um tacho com um pouco de óleo e refogue a cebola, os alhos e a malagueta picada. Junte o gengibre fresco ralado, o gengibre em pó, os coentros em pó, a cúrcuma, o feno grego e os cominhos. Refogue em lume brando, mexendo sempre. Adicione os tomates picados, tempere com sal e pimenta e deixe apurar. Acrescente as gambas inteiras e envolva delicadamente. Deite o leite de coco e deixe cozinhar em lume brando até as gambas estarem cozinhadas e o molho apurado. Aproveite para acertar o sal. Nos últimos minutos, polvilhe o caril com o garam masala e mantenha o tacho tapado. Finalize com algumas gotas de lima e guarneça com um punhado de folhas de coentros. Sirva com arroz basmati com sultanas e alguns gomos de lima.


quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Salada Indiana de Arroz Integral com Lentilhas


Das muitas coisas que me fazem feliz esta é uma delas: Poder partilhar convosco os pequenos prazeres que se preparam na minha cozinha! Comida simples... Comida verdadeira... Comida com sentido... Comida caseira... Comida que nos sustenta e engrandece a alma! Uma refeição vegetariana e cheia de sabor!


Salada Indiana de Arroz Integral com Lentilhas

INGREDIENTES (4 PESSOAS)
250g de Arroz integral
1 Cebola
2 Dentes de Alho
1 Polegar de Gengibre fresco
1 Cenoura
1 Pimento vermelho
250g de Lentilhas cozidas
1 Colher (chá) de Garam masala
Azeite, Sal e Pimenta preta
Salsa e Hortelã

PREPARAÇÃO
Coza o arroz no triplo da quantidade de água temperada com sal e um fio de azeite, até estar macio. No final, mexa o arroz com um garfo para soltar os grãos. Reserve e mantenha quente. Pique finamente a cebola, os alhos, o gengibre, a cenoura e o pimento. Deite tudo num tacho com um fio de azeite, tempere com sal e pimenta moída na hora e deixe refogar em lume brando, mexendo regularmente. Junte as lentilhas e o garam masala e cozinhe mais alguns instantes. Retire do lume e envolva o arroz cozido e um punhado de salsa e folhas de hortelã finamente picadas. Sirva de seguida.