domingo, 9 de fevereiro de 2014

Feijoada de Litão

O litão é um pequeno peixe da família da pataroxa que é capturado na nossa costa! É muito apreciado em Olhão, uma cidade algarvia com uma forte tradição pesqueira, sendo que a sua procura aumenta bastante na época que antecede a consoada! Quando é capturado é escalado, passado por um pouco de sal e posto a secar ao sol! Depois é armazenado até a altura de consumir! Inicialmente, o litão era consumido pela classe de famílias mais pobres, mas atualmente é um manjar mais caro que o bacalhau! Na altura de consumir deve ser demolhado em água com um pouco de sal durante cerca de 6 horas! Pode ser consumido de várias maneiras, sendo que as mais comuns e tradicionais são a Feijoada de Litão, Litão Guisado com Feijão Branco, Litão Guisado à Moda de Olhão (ver receita), Arroz de Litão (ver receita) e o Litão em Molho Branco! Esta feijoada é muito especial... é um prato de família! Um prato tradicional que reflete os sabores e a essência da cozinha portuguesa... da nossa cozinha! Uma cozinha riquíssima em tradição e costumes! Uma relíquia gastronómica marcada pela presença de produtos regionais e pela frescura das ervas aromáticas! Um prato de conforto que une as pessoas... Posso dizer que esta feijoada é fruto de uma herança gastronómica que carrego no meu peito... Uma receita que espelha a minha paixão pela cozinha... O orgulho de representar as minhas raízes e aquilo em que verdadeiramente acredito... Sabores que me fazem ficar mais próximo daqueles de quem guardo uma saudade eterna! O litão é a tradição da terra, é o prato dos Olhanenses, é o prato típico da Consoada, é um verdadeiro manjar!


Feijoada de Litão

INGREDIENTES (4 PESSOAS)
300g de Litão seco
300g de Feijão branco seco
½ Chouriço de carne regional
2 Folhas de Louro
1 Cebola
6 Dentes de Alho
1 Malagueta vermelha
1 Cenoura
½ Pimento vermelho
400g de Tomate pelado
50ml de Vinho branco
1 Ramo de Hortelã
Azeite, Sal e Pimenta preta
Coentros

PREPARAÇÃO
Coloque o feijão numa vasilha, cubra com água e deixe demolhar por cerca de 12 horas. Noutra vasilha, coloque o litão a demolhar coberto com água e um pouco de sal por cerca de 6 horas. Escorra e coloque o feijão numa panela de pressão. Junte o pedaço de chouriço inteiro e as folhas de louro. Cubra com água e cozinhe por 18 minutos, depois de levantada a fervura. Passado esse tempo, retire a pressão e verifique se o feijão está cozido. Corte o chouriço em rodelas e reserve. Remova as folhas de louro e reserve o feijão e o caldo da cozedura. Escorra e corte o litão em pedaços mais pequenos. Reserve. Regue o fundo de um tacho com azeite e refogue a cebola e 4 dentes de alho picados e a malagueta cortada ao meio. Junte a cenoura e o pimento também picados e refogue mais alguns minutos, mexendo regularmente. Adicione os tomates picados, deixe apurar e refresque com o vinho. Deite então o feijão e um pouco do caldo da cozedura. Tempere com sal e pimenta e cozinhe tapado em lume brando, mexendo ocasionalmente. À medida que o molho apura, acrescente algumas conchas do caldo reservado, até os ingredientes estarem bem ligados. A meio da cozedura, adicione os pedaços de litão e as folhas de hortelã. Aproveite para acertar o sal e, no último minuto, envolva as rodelas de chouriço e os restantes dentes de alho ralados. Guarneça com um punhado de folhas de coentros e sirva com arroz branco.


6 comentários:

  1. Não conhecia, mas gostei.
    Bjs, Susana
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/
    https://www.facebook.com/Tertuliadasusy

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Susy! O litão é uma iguaria que pode ser adquirida no Mercado de Olhão! É um peixe muito apreciado pelos olhanenses! Um grande beijinho!

      Eliminar
  2. Antes de dar a conhecer um prato tipico de olhão aos portugueses tentem pelo menos conhecer as origens e não "assassinem" uma receita com centenas de anos. A feijoada de litão ou a caldeirada de litão não leva arroz pois tal era algo rico ao qual os pescadores não tinham acesso e mto menos chouriça essa invenção apareceu nos restaurantes para fazer render o prato e nunca fez parte da receita original. De certeza que quando pede um bitoque este não vem com uma sardinha em cima

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro! A cozinha portuguesa é riquíssima em tradição e costumes! Isso não significa que não se possa ser original dando o nosso cunho pessoal, conferindo a um prato típico os sabores reproduzidos em nossa casa e na nossa família! As receitas não se assassinam, as receitas criam-se! A utilização de produtos regionais, tal como o chouriço, são uma relíquia da nossa cozinha! E lembre-se, a comida serve para unir as pessoas e não para causar discórdias! Gostos não se discutem, mas uma certeza tenho: Esta feijoada fica óptima com chouriço! Aliás, sempre comi esta feijoada EM OLHÃO feita por pessoas da terra e com chouriço! Bem haja e bons cozinhados Sr. Anónimo!

      Eliminar
    2. Não compreendo a sua indignação! A minha família é de Olhão e sempre comi feijoada de litão com chouriço! E garanto-lhe que não cresci em nenhum restaurante, mas sim em casa de humildes pescadores! Mas gostei da ideia da sardinha... vou experimentar! Bem haja!

      Eliminar
  3. É incrivel a imaginação humana! Comparar hamburguer e sardinha a uma feijoada de litão com chouriço. Independentemente de ser feijoada de litão, não deixa de ser uma feijoada, e feijoada é sinónimo de chouriço.
    Exmº Senhor Anónimo para seu conhecimento, esta "Feijoada de Litão", foi a receita vencedora do concurso "A Mesa dos Portugueses 2017", avaliada por conceituados chefes de cozinha. E o Exmº Sr Anónimo é o quê?

    PS: E até que não é má ideia juntar uma sardinha a um hamburguer. Tenho que experimentar...

    ResponderEliminar